HIPOTIREOIDISMO – Alguns aspectos para você refletir sobre…

Página *ATUALIZADA em Janeiro/2020 *

Antes de continuar, aprenda o BÁSICO sobre a Tireóide em:

https://info.icaro.med.br/tireoide-t3-t4/

e após atente para estes aspectos mais avançados sobre como cuidar melhor dela:

https://info.icaro.med.br/equilibresuatireoide/

Para saber ainda mais sobre o assunto, busque:

www.icaro.med.br/?s=TIREOIDE

www.icaro.med.br/?s=HIPOTIREOIDISMO

Quando o assunto é HIPOTIREOIDISMO, entenda:

– Muita gente tem e não sabe

– Pode causar ou manter/agravar muitos sintomas e doenças

– Muitos pacientes têm avaliação INCOMPLETA ou até inadequada das suas tireóides, hormônios por ela produzidos e seus efeitos em corpo e mente – isto acaba gerando tratamentos insuficientes ou até errados, por vezes

– Tratar direito Hipotireoidismo é muito mais que “só” passar Puran, Euthyrox, Synthroid ou Levoid (e similares, Levotiroxina Sódica) para os pacientes

Quer saber isto e bem mais?

Então assista os vídeos abaixo, ATUALIZADOS, sobre o Assunto #HIPOTIREOIDISMO.

Sugiro que assista todos:

Vídeo 1 (Julho/2017) – No Youtube (link Principal):

No Facebook (sem edição): https://www.facebook.com/DrIcaroAlves/videos/1759896120704515/

Vídeo 2 (Setembro/2016) – No Youtube (link Principal):

No Facebook (sem edição): https://www.facebook.com/DrIcaroAlves/videos/1415638428463621/

Alguns aspectos abordados nos vídeos:

– Muitos casos de hipotireoidismo por aí, sobretudo em mulheres

– Muitos sintomas ou doenças tratados com remédios quando, na verdade, são causados ou agravados por hipotireoidismo

– Detalhes sobre a tireoide, onde fica, para que serve, como funciona, quem controla, o que produz:

Produz sobretudo T4 e pouco T3

Função FINAL da atuação da tireoide: produzir T3 para o organismo (via T4 que produz e é convertido em T3 no corpo!)

– O que é Hipotireoidismo? Carência de T4 (que vai virar pouco T3) ou direto a carência de T3!

– Quem pode diagnosticar e tratar (não só endócrinos!)

Busque profissionais que vão além de só passar T4 e aumentar doses, que diagnosticam Hashimoto mas nada fazem para melhorar/impedir progressão, que não valorizem o contexto e demais fatores que afetam

– Sintomas de Hipo:

– Cansaço

– Constipação

– Dormir demais, sonolência diurna

– Tristeza ou depressão (afeta também serotonina) e também irritabilidade e ansiedade

– Cabelos caindo e unhas quebradiças e pele seca

– Ganho repentino e peso (que pode ser água e gordura!)

– Frio constante ou demais

– Queda na libido

– Dor muscular e fisgadas repentinos, sem motivo aparente

– Bradicardia

– Confusão mental, lentidão, distúrbio de memória

– Pressão alta (mucina, excesso de colesterol/triglicerídeos)

– Aumento no apetite e mudança nos gostos alimentares (buscar mais energia nos alimentos)

– RARO: Só em casos mais avançados – Desconforto no pescoço e garganta

– Hábitos de vida

– Tirosina, Iodo, Ferro, Cobre, Zinco, Selênio

– Papel de outros hormônios: leptina, progesterona, Testosterona

– Metais pesados – tóxicos (e até o flúor)

– Exames para diagnostico – De tireoide e correlatos diretos (TSH, T3l, T3r, T4l, tiroglobulina, anti-TPO, anti-tireoglobulina)

– Imagem? Nódulos e cistos não necessariamente afetam função da tireoide!

– Nível do TSH ideal – no Brasil  x  restante do mundo

– Temperatura corporal de manhã acima de 36,6 graus – OK?

Aprenda isto e muito mais!

– – – – – – – – – – –

HIPOTIREOIDISMO – Ainda mais alguns aspectos para você refletir sobre…

Agora alguns pontos a mais para você pensar:

1 – Como você acha que a tireóide vai conseguir fabricar T4 se seu organismo não receber quantidades suficientes dos nutrientes básicos que precisa para isto (por exemplo, incluindo o aminoácido tirosina e o mineral iodo)? Ou seja: em muitos casos não seria interessante antes de dar T4 primeiramente dar ao organismo matéria-prima para produzir seus hormônios? Não pode ser só isto o que está faltando (ou principalmente)? Afinal, leia isto:
http://www.sogab.com.br/floresdias/fisiologiasistemaendocrino.htm

2 – Muitas vezes uma tireóide “preguiçosa” está só obedecendo ordens cerebrais compatíveis com um “organismo preguiçoso”, ou seja, quando você aumentar seu grau de atividade diária e de bons hábitos de vida, ela (a tireóide) “acorda”, junto ao seu metabolismo: sem bons hábitos de vida, nem a tireóide funciona direito e nem seu T4 será adequadamente convertido em T3;

3 – Se seu organismo não tem boa conversão de T4 em T3, o que é comum hoje em dia (por exemplo por falta de Selênio, Zinco ou Testosterona), você pode usar todo o T4 do mundo que possivelmente continuará com sintomas de hipotireoidismo, já que é o T3 o hormônio realmente ativo da tireóide;

4 – Se seu sistema imunológico estiver desequilibrado pode atacar a tireóide e isto levar a distúrbios, ou seja, equilibre-o! O que principalmente desequilibra o sistema imunológico: hábitos de vida ruins (Saiba quais e como melhorar: www.icaro.med.br/12Passos e www.icaro.med.br/SAUDE ) e stress;

5 – Hormônios interagem/atuam uns com os outros: MUITAS vezes são desequilíbrios de outros hormônios a causa (ou fator de piora) do funcionamento da tireóide. Ou seja: avaliar e “tratar” a tireóide como se fosse peça isolada do organismo é muitas vezes causa de insucesso ou de resultados insatisfatórios…

Espero ter ajudado: abraço e boa semana!

Assistam, de Agosto/18:

Dr. Ícaro Alves Alcântara | Médico

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on telegram
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

Entre para nosso grupo no telegram para receber em primeira mão nossos posts

Assuntos relacionados

Uso do hormônio HCG para fins de emagrecimento
Anticoncepcionais hormonais podem ser perigosos!
Mineralograma Capilar - Aliado da boa avaliação corporal dos níveis minerais