Hormônios? Reflita

“O ser humano consegue ficar semanas sem comer, dias sem tomar água mas só minutos sem respirar”.

Reflita comigo:

Se você está há dias perdido no deserto, sem ÁGUA e justamente por isso já apresenta distúrbios, sintomas de desidratação: quando você encontra água, irá preocupar-se com a qualidade desta e toma-la somente após analisar sua qualidade ou imediatamente saciar sua sede?

Bem… Tenho certeza que você não demorará um segundo sequer: afinal, JÁ ESTÁ com sede e sofrendo por isto: a água estar imprópria para consumo é uma possibilidade e possivelmente, se estiver, os efeitos negativos disto virão (SE vierem) depois.

Ou seja, ninguém em sã consciência, sobretudo em situação de urgência, deixa de usar algo que o organismo precisa pela “chance”, muitas vezes até remota, daquilo “fazer mal” no futuro.

É bem isto o que acontece com #HORMONIOS:

Quase todos os dias atendo em consultório homens e mulheres (sobretudo elas) com #sintomas e até #doenças nitidamente causados ou agravados por #distúrbios hormonais (sobretudo carências) mas que não tiveram seu equilíbrio #hormonal avaliado e TRATADO adequadamente porque diversos dos seus #profissionaisdesaude acreditam no MITO de que sempre “#hormonio causa câncer” e, por isso, o(a) paciente fica por anos arcando com sofrimento, “sobrevivendo”, com comprometimento de #qualidadedevida, #produtividade e #bemestar.

Quer um exemplo mais concreto? Imagine uma paciente que teve Cancer de Mama: sabemos que #câncer é uma doença multifatorial e que mais comumente é causada por hábitos de vida ruins ou meio ambiente desfavorável MAS o tratamento mais convencional frequentemente pressupõe bloqueio hormonal da paciente, para reduzir seus níveis de estradiol, por anos; o problema é que a maioria das demais células do corpo desta mulher dependiam também do estradiol para manter saúde e funcionamento adequado e agora, para reduzir a possibilidade de volta/piora do câncer, são privadas disto: o resultado é que a paciente pode até nunca mais “ter câncer” mas passa a conviver com dezenas de sintomas e até doenças causados pela FALTA de hormônios em vários outros tecido do corpo. Valeu a pena? Reflita e me diga…

A questão é bem simples: pela POSSIBILIDADE de alguém “passar mal” pelo uso de um hormônio, deve esta pessoa ser privada da grande chance de melhorar pelo seu uso, quando a clínica e exames apontam fortemente para a necessidade deste uso?

Aqui, explico mais detalhadamente a questão. Confira:

www.Icaro.med.br/MODULACAO

www.Icaro.med.br/?s=HORMONIOS

Boa reflexão e Boa semana!

Imagem original de joruju piroshiki em https://www.toonpool.com/cartoons/Desert_104811

Dr. Ícaro Alves Alcântara | Médico

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on telegram
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

Saúde Intestinal

Saúde Gastro-Intestinal, Saúde Intestinal ou termos parecidos = Saúde de todos os componentes e órgãos do aparelho digestivo e boa

Entre para nosso grupo no telegram para receber em primeira mão nossos posts

Assuntos relacionados

Mecanismos de ação dos Hormônios da Tireóide - TSH, T4, T3, T3reverso e cia
HIPOTIREOIDISMO - Alguns aspectos para você refletir sobre...
Usa ou já usou método ANTICONCEPCIONAL com hormônios? Então sugiro que leia isto: