Suplementação de VITAMINAS e MINERAIS – Questão de pura LÓGICA

TODO ser humano precisa de muitas vitaminas e minerais para viver, e precisa recebê-los diariamente, regularmente, de boa qualidade e nas quantidades corretas, ou irá adoecer e até mesmo morrer.

E é claro que a fonte mais natural e desejável para eles é uma boa alimentação que, associada aos demais hábitos saudáveis de vida, irá permitir sua absorção e metabolização adequadas, assim como a eliminação de excessos.

O problema é que a maioria das pessoas não se alimenta adequadamente e, por isso, depende de suplementação adequada e bem orientada.

LEIA ESSE POST E ENTENDA MELHOR

brown couch
O quanto e por que é NECESSÁRIA a SUPLEMENTAÇÃO para a maioria dos seres humanos SAIBA MAIS

O ideal é que uma boa suplementação seja baseada em um quadro clínico e exames complementares o mais abrangentes possível. No entanto, isso pode se tornar muito caro (e a maioria dos convênios recusa-se a cobrir as despesas com isso) para dosar todos os minerais e vitaminas necessários para orientar essa suplementação premium. Além disso, para algumas vitaminas/minerais, sequer há como dosá-los de maneira confiável.

Por isso, a maioria das suplementações é baseada principalmente no quadro clínico e no conhecimento/experiência do profissional de saúde que indica e acompanha o processo. Como se diz, “a clínica é soberana”.

Também é por isso que muitos profissionais de saúde preferem contar com os polivitamínicos (também conhecidos como poliminerais). É extremamente raro que as pessoas apresentem apenas uma carência de nutrientes, e o organismo com hábitos de vida razoavelmente adequados tem o potencial de eliminar eventuais excessos de vitaminas e minerais.

Em relação a como isso é feito, é sempre melhor usar uma fórmula de vitaminas e minerais manipulada, que assim terá estes prescritos nas suas formas de melhor qualidade e na quantidade e posologia adequadas para o paciente (novamente ressaltando aqui a importância da experiência, conhecimento e bom senso do profissional de saúde que acompanha o paciente). No entanto, são muitos os pacientes que não querem ficar andando por aí com a obrigação de tomar vários sachês e cápsulas ao longo do dia, já que a administração e absorção gradual costumam ser desejáveis para esses pacientes. Sim, para polivitamínicos/minerais, é usualmente melhor que o organismo tenha a oportunidade de absorvê-los várias vezes por dia, pois administrá-los em doses muito altas poucas vezes tende a ser visto como excesso e eliminado, resultando em “urinas e fezes mais caras do mundo e seu dinheiro sendo jogado fora”.

Esses pacientes costumam preferir, muitas vezes, a praticidade de polivitamínicos “comerciais”, que efetivamente têm menor qualidade que os manipulados (de acordo com a necessidade de cada paciente), mas costumam ser mais baratos e mais fáceis de tomar. E é claro que, para um paciente que precisa de vitaminas e minerais (a maioria), entre um que não vai usar as fórmulas de vitaminas/minerais e outro que só vai usar se forem os polis-comerciais, a maioria dos profissionais sensatos que conheço fica com a segunda opção.

E sobre as críticas que vitaminas e minerais “vez por outra recebem”: que “não servem para nada”, que são “perda de dinheiro”? Quase todas se apoiam na “avaliação” de uma ou outra vitamina (e mineral) isoladamente e, por isso, em sua maioria, já não merecem a mínima credibilidade, pelo simples fato de que no organismo NUNCA uma só vitamina ou mineral age isoladamente para um efeito: sempre há interação de vários deles, em vários sistemas do corpo e mente (em outras palavras, para cada sintoma ou doença no organismo sempre haverá vários distúrbios associados, como carências, intoxicações, estresse oxidativo, etc. – não dá para eleger um só “culpado”); valorizar essas críticas seria como olhar para um carro parado e dar certeza de que seu problema é só falta de combustível: pode ter problemas mecânicos e a necessidade de reparos em uma infinidade de peças.

Nos vídeos a seguir, veremos mais detalhes sobre a suplementação: quem precisa, quando, como e por quanto tempo. Quais são os melhores suplementos? E quais são os recomendados? Além disso, abordaremos mitos e verdades relacionados ao assunto.

VIDEO 1:

Nesta Live, gravada em setembro de 2018 para o Facebook.com/DrIcaroAlves, abordei todos esses tópicos e muito mais, discutindo diversos suplementos como: polivitamínicos e poliminerais, ômega-3, CoQ10, probióticos, vitamina D3 + K2, magnésio, iodo, complexo B, ferro, zinco, vitamina A, C e E, enzimas digestivas, resveratrol, licopeno, energéticos, chás, colágeno e vários outros.

VIDEO 2 – Assista ao vídeo a seguir para entender mais sobre a possibilidade de suplementos, como o chá verde e outros, causarem danos hepáticos.

Este texto e/ou vídeo tem caráter puramente informativo e, de modo algum, pretende substituir a consulta ou o diagnóstico de um profissional de saúde capacitado e bem atualizado sobre o assunto. Também não tem a intenção de prescrever hormônios, suplementações, exames, entre outros. Caso tenha apreciado as dicas apresentadas aqui, é recomendável levar para avaliação de um profissional de saúde de sua confiança, para que, juntos, avaliem a sua adequação ao seu caso específico.

Em caso de urgência ou emergência, procure um pronto-socorro ou um médico de confiança.

Recentemente, lancei meu 9º livro TOTALMENTE GRATUITO. Neste livro, apresento o mapa que meus melhores pacientes utilizaram para obter sucesso com saúde de qualidade. BAIXE AGORA MESMO!

Com o objetivo de assegurar sempre o melhor conteúdo para você, leitor ou leitora, nosso site passa por atualizações constantes. Este post foi atualizado em:

Dr. Ícaro Alves Alcântara

CRM: 11639-DF

Contato: 61 99646 - 7775

(marcação de consultas, inclusive online: pacientes de todo o Brasil e exterior)

Email:

recepção.med@gmail.com

Principal material em SAÚDE

www.icaro.med.br/saude

Entre para nosso grupo no telegram para receber em primeira mão nossos posts

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

HÁBITOS SAÚDAVEIS DE VIDA

ASSUSTOS RELACIONADOS